Cinema por Suzana Vidigal

Jornalista especializada em cinema e dona do blog Cine Garimpo, semanalmente ela escreve no Mundo Iguatemi críticas sobre os filmes do momento, dando seus pitacos sobre a sétima arte.

Cinema Feed: RSS

DIVERTIDA MENTE – INSIDE OUT

Divertida Mente

A mente humana nunca foi retratada desta maneira. Tudo bem que a gente sabe pouco sobre ela, que é a engrenagem mais espetacular que já existiu. Mas sabemos cada vez mais e nem assim havia, antes de Divertida Mente, uma representação artística tão fidedigna, tão detalhada e tão sensível sobre o que se passa dentro da nossa cabeça. Mais especificamente dentro da mente de uma garota que sai do conforto da infância para entrar na confusão da adolescência. De tão tocante, fiquei emocionada. Este é, sem dúvida, um dos grandes filmes do ano.

Divertida Mente-2
 
Conceitualmente - e também na prática - sabemos que essa fase de transição é quando passamos a ver o mundo com um olhar mais pessoal: as aventuras e os medos se intensificam, os amigos ficam mais relevantes, os grupos mais necessários, o imaginário perde espaço para o real, as memórias são selecionadas e arquivadas, e a família passa a ocupar o vagão paralelo na caminhada da adolescência. Anda junto, sempre ao lado, como alicerce. Mas já não olhamos a vida com os olhos dos pais e ela ganha uma nova dimensão.

Divertida Mente-3
 
Retratar tudo isso já é uma façanha e tanto. Fazê-lo com graça, beleza e muita sensibilidade é coisa de gênio. Quem está por trás de Divertida Mente é o mesmo diretor de Up - Altas Aventuras, Monstros S.A. e Wall-E, também responsável pela história original da série Toy Story: Pete Docter, da Disney-Pixar. O filme foi apresentado pela primeira vez em Cannes em maio e Docter disse, na coletiva de imprensa, que imaginou e escreveu a história de Riley observando o comportamento dos seus filhos e tendo como base recordações da sua própria experiência. Tinha que ser algo empírico mesmo - é muita realidade pra uma animação só.

Divertida Mente-4
 
A propósito, o filme conta como foi o momento em que a Riley, uma menina de 11 anos, muda-se com os pais de uma cidade pequena para São Francisco, e precisa enfrentar todos os desafios da nova vida, da nova escola e aqueles próprios da idade. O filme nos transporta para dentro da mente da garota, onde alegria, medo, raiva, tristeza e nojo são personagens que tentam se adaptar à realidade, regem seus pensamentos e suas ações. E a gente vivencia junto essa fase de mudanças, revisita as memórias acumuladas e se projeta no desafio de vencer as etapas. O título original Inside Out remete a esse movimento das informações e sentimentos que migram de dentro pra fora, moldando quem somos hoje. Mas encontrar o termo Divertida Mente, é um achado. Não que tudo seja diversão nessa fase da vida, mas a personagem Alegria (Joy) tem a obrigação de jamais deixar a peteca cair.

Divertida Mente-5
 
DIREÇÃO e ROTEIRO: Pete Docter, Ronaldo Del Carmen ELENCO: Amy Poehler, Bill Hader, Lewis Black | 2015 (94 min)
 
  1. Compartilhe

  2. Permalink

Ver todas as publicações em Cinema Voltar para a home de Tendências