Cinema por Suzana Vidigal

Jornalista especializada em cinema e dona do blog Cine Garimpo, semanalmente ela escreve no Mundo Iguatemi críticas sobre os filmes do momento, dando seus pitacos sobre a sétima arte.

Cinema Feed: RSS

CAPITÃO FANTÁSTICO

Que tal pensar fora da caixa, romper as expectativas e seguir o instinto? Ao invés de criar os seis filhos debaixo do guarda-chuva da sociedade de consumo, do sistema educacional tradicional e da cidade como a gente conhece, Ben Cash (Viggo Mortensen) segue outro padrão: do rigor intelectual, e do preparo físico e emocional para lidar com as adversidades da vida. Por seu papel no filme, Mortensen foi nomeado ao Globo de Ouro – e é, realmente, de uma força e uma emoção que vai fazer você se inspirar em virar a mesa.
 
 
Os mandamentos são ensinar a pensar e argumentar. A família mora na floresta,  segue uma rigorosa rotina de estudo e atividades, cuida da alimentação e da moradia, é autossuficiente e valoriza muito os momentos de lazer entre eles. Mas, quando volta para a sociedade, não sabe nem como se comportar. A mulher de Ben morre, eles vão ao velório vestidos com roupas coloridas e deparam-se com a pressão dos avós para que se enquadrem no esquema da sociedade tradicional capitalista. 
 
 
Achar o meio termo é a grande questão – e a grande magia de Capitão Fantástico. Saber reconhecer o estilo de vida que faz sentido pra cada um e adaptá-lo à realidade talvez seja o grande segredo para uma vida mais plena. Não é à toa que o diretor foi premiado em Cannes na categoria Um Certo Olhar – é diferenciado, como cinema e como conteúdo. 
 
DIREÇÃO e ROTEIRO: Matt Ross ELENCO: Viggo Mortensen, George Mackay, Samanta Isler, Annalise Basso, Frank Langella | 2016 (118 min)
  1. Compartilhe

  2. Permalink

Ver todas as publicações em Cinema Voltar para a home de Tendências